segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

A Sapucainha e suas propriedades

Almanaque Agrícola Brasileiro – 1922 - Waldemar Peckolt

Dentre as árvores completas, isto é, cujos elementos são todos aproveitáveis, cresce em nossas florestas a Sapucaia, árvore brasileira que por si só reúne diversas e diferentes propriedades; ela presta reais serviços à indústria, à medicina, ou simplesmente aos usos domésticos rudimentares. Esta Leythidacea, outrora incluída no grupo das Myrtaceas, conserva ainda o seu gênero Lecythis, dele fazendo parte, grande número de espécies brasileiras, que habitam em estado silvestre, as nossas florestas e matas, e conhecidas vulgarmente por Sapucaia.Sapucaia arvore

Sapucaia ou Sapukaiá, origina-se por corruptela do aborígene Sopia-aiacá, passando a Jaca-pucaya,chegando posteriormente a Sapucaya, ou simplesmente Sapucaia, ainda chamada Sabucaia; mas cuja significado indígena, é a mesma expressa no gênero dessas plantas, “cumbuca”, “fruto de cumbuca”. O seu nome genérico, igualmente explica o feitio de seu fruto, Lecythis, origina-se do grego, e significa “frasco”, “vaso”, adaptação perfeita de um dos seus caracteres morfológicos.

Essas árvores, são ainda conhecidas vulgarmente, por “Cumbuca de macaco”, “Cumbuca do mato”, “Marmita de macaco”, “Árvore de caçamba”, “Caçamba do mato”.

A Sapucaia, ou melhor as Sapucaias, pois numerosas são as suas espécies, apresentam todas, propriedades análogas, com significante variedade, sendo muito estimada como árvore de real utilidade; o seu cerne é considerado “madeira de lei”; as suas cascas, fornecem abundante fibras têxteis; o líber que é papiraceo, presta-se no interior, a suprir, em sua falta, a palha de milho para a confecção de cigarros; o fruto, todo ele é aproveitável; a “caçamba” serve de marmita, copo ou vaso, além de certas particularidades; a sua polpa é comestível e medicinal; as suas sementes, de ótimo paladar, prestam-se a extração do óleo, para usos industriais e culinários, além de medicinai; como alimentoSapucaia de regalo, ou de poupança são muito apreciadas; as suas folhas, reduzidas á cinzas, formam um bom adubo, sendo ainda medicinais, as raízes gozam de fama de medicina mezinhe- ira.

Vemos pois, quão útil é esta árvore que jaz abandonada em estado nativo anseio das nossas florestas, encerrado consigo o segredo da sua imensa fortuna!

Nenhum comentário:

Postar um comentário